RSA Máquinas e Equipamentos, caso de sucesso SMCAtender a todos os requisitos do cliente, desenvolvendo equipamentos específicos e, muitas vezes, criando um projeto totalmente novo. Esse é o diferencial da RSA, fabricante de máquinas e equipamentos que começou como uma caldeiraria em 2007, na cidade de Iracemápolis, interior de São Paulo. Com uma área de 2.800 m2, sendo 930m2 de área construída, a empresa atua no segmento de doces caseiros, biscoitos, chocolates e automação para linhas de processos e embalagens.

Nesta entrevista à revista eConnection, o fundador e presidente da empresa, Reinaldo de Souza Arantes, conta um pouco sobre o seu negócio e a parceria com a SMC.

Qual o maior desafio de fornecer equipamentos para a indústria alimentícia?

Por conta da grande variedade de produtos desse segmento, é praticamente impossível mantermos uma produção em grande escala de máquinas e equipamentos. Cada pedido tem requisitos diferentes. Desenvolvemos um a um, sempre mantendo prazos de entrega curtos. Em um mundo com automação crescente e mudanças cada vez mais rápidas, a flexibilidade representa a filosofia da nossa empresa.

RSA Máquinas e Equipamentos, caso de sucesso SMCQuando teve início a parceria com a SMC?

A parceria da forma como está hoje, bem consolidada, vem desde 2013. Começamos apenas com a linha pneumática, e com a apresentação de novos componentes fomos adequando, melhorando e modernizando nossos projetos. Atualmente adquirimos componentes pneumáticos, atuadores elétricos e chiller.

A RSA lançou alguma novidade em 2016?

Sim, lançamos a Guilhotina Transversal com sistema de facas rotativas. Toda a movimentação nos três eixos é executada por atuadores elétricos SMC.

RSA Máquinas e Equipamentos, caso de sucesso SMC

Reinaldo de Souza Arantes, proprietário da RSA, e Giuliano Vasques, consultor SMC

Como a parceria com a SMC faz diferença para o seu negócio?

Somos uma empresa totalmente voltada a projetos dedicados e especiais. Nossa parceria com a SMC nos torna cada vez mais competitivos, eficazes e qualificados no nosso mercado, pois a SMC é uma empresa global, que sempre apresenta novas tecnologias. Exemplo disso são os atuadores elétricos, produtos de excelente qualidade e preço, e também a linha de chiller, que são compactos, de fácil instalação e eficientes no controle do resfriamento. Essa parceria de projetos e preços tem nos colocado muito à frente de nossos concorrentes. Também quero destacar o atendimento e atenção do consultor técnico da SMC, Giuliano Vasques, que nos auxilia na trajetória crescente da RSA, pois não basta somente parceria, devemos ter boas pessoas em quem podemos confiar.

Na sua opinião, qual o diferencial da SMC perante a concorrência?

Os diferenciais que julgamos muito importantes são a parceria, o atendimento, a flexibilidade, a qualidade e a versatilidade na gama de produtos.

Como foi o ano de 2016 para a sua empresa? Quais as expectativas para 2017?

O primeiro semestre não foi muito bom, porém o segundo semestre tem se mostrado bem promissor, até com possibilidade de escaparmos desta crise ilesos. Quanto a 2017, as expectativas estão melhores, até pelo volume de procura por equipamentos atualmente. Como a mão de obra está cada vez mais difícil, a nossa área de automação torna-se bem fortalecida.

Isso significa que o mercado de automação está melhorando?

Tem se mostrado em boa recuperação, pelo menos pela procura de novos equipamentos.