No dia 18 de maio a SMC Brasil completou duas décadas de grandes conquistas. Instalada no país desde 1998, a SMC Brasil é a 41ª subsidiária do grupo. No início, em uma sede alugada no Jardim Piraporinha, em Diadema, dedicou-se a desenvolver o mercado, importando de outras fábricas do grupo os produtos necessários para atender os processos de automatização dos clientes. Em 2003, começou a produzir no Brasil, com foco em produtos especiais com curto prazo de entrega.

“O Brasil é um dos maiores mercados consumidores do mundo e tem uma posição geográfica estratégica, fazendo fronteira com dez países da América do Sul, além de acesso marítimo a América do Norte, Europa e Ásia. É natural que a SMC decidisse investir no país”, comenta Ricardo Oka, presidente da SMC Brasil.

O crescimento do mercado justificou a instalação da sede própria em São Bernardo do Campo, em 2007. Com 67 mil metros quadrados, é o maior parque fabril do segmento na América Latina e abriga a SMC até os dias de hoje. A fábrica realiza constantes investimentos em produção e estoque local de produtos, atendendo de maneira rápida e eficaz as necessidades do mercado brasileiro. Sua localização facilita a logística, por estar próxima aos principais aeroportos e ao porto de Santos.

Os 15 funcionários de 1998 multiplicaram-se e hoje somam 313 colaboradores ativos. Com uma forte equipe de Vendas e Engenharia, a SMC Brasil apoia seus clientes oferecendo um portfólio amplo, que vai além da pneumática, com soluções robustas, completas e tecnologia voltada a processos de automatização que garantem o fluxo contínuo das etapas de produção.

O resultado de todo esse investimento? Maior disponibilidade de produtos, agilidade na entrega e, consequentemente, aumento da participação no mercado brasileiro.

A SMC, que começou em Diadema com 15 funcionários (acima), ganhou novo espaço em São Bernardo do Campo (abaixo) e hoje é o maior parque industrial do segmento na América Latina

Pesquisa e inovação constantes

Top 100 da Forbes

Uma das grandes conquistas da SMC foi chegar ao ranking Top 100 indústrias mais inovativas do mundo da revista Forbes, ao lado de gigantes como Apple, Google e Amazon.

A SMC figurou nessa lista em 2011 (49ª colocada) e 2013 (61ª colocada).

Embora a funcionalidade dos produtos pouco tenha mudado nesses últimos 20 anos, muitos deles passaram por transformações e melhorias. Isso significa que nos dias de hoje é possível fazer o mesmo trabalho que se fazia naquela época, porém de maneira mais eficiente e com menor consumo de energia. Além disso, muitas tecnologias vêm sendo adicionadas aos produtos, mantendo sua funcionalidade original, mas possibilitando diferentes formas de comunicação.

Um exemplo são as válvulas solenoides: em 1998 a SMC oferecia válvulas com consumo de 0,5W, o que já era extremamente vantajoso na época (no mercado era comum encontrarmos concorrentes oferecendo válvulas de até 5W – consumo dez vezes maior), mas nos dias de hoje as mesmas válvulas são oferecidas com um consumo de 0,1W (cinco vezes menor).

Diversos produtos, especialmente a linha de atuadores pneumáticos, passaram por transformações que reduziram significativamente seus pesos e tamanhos, mantendo o mesmo desempenho das séries anteriores.

Outra grande evolução foi a popularização das linhas de atuadores elétricos, algo que já existia na linha de produtos da SMC, porém com pouca ou nenhuma demanda de mercado, e hoje figura entre os carros chefe da empresa.

Entre outros marcos na linha de produtos da SMC no Brasil, vale lembrar o lançamento das linhas de ionizadores, chillers, e até mesmo os grampos pneumáticos de êmbolo oval, que na época não eram oferecidos pela empresa.

Os próximos 20 anos

 

Todo o sucesso que a SMC alcançou nos 20 anos de Brasil se deve, principalmente, à sua equipe de colaboradores. “O comprometimento da nossa equipe, que em todos os momentos está dedicada a identificar as necessidades dos clientes e supri-las com nossos produtos de qualidade superior, ajuda a consolidar a marca SMC no mercado dia após dia”, comenta Kaori Isogai Yoneoka, gerente de Vendas da SMC Brasil.

“Agradeço a todos os colaboradores pelo trabalho árduo. Foram 20 anos de muitas conquistas e bons negócios para SMC, e é por isso que temos de continuar a avançar”, completa o presidente Ricardo Oka.

De acordo com Oka, daqui para frente a SMC irá focar nas melhorias necessárias visando um novo ciclo de crescimento, a fim de fortalecer a corporação, expandindo a capacidade de produção, qualidade e, consequentemente, aumentar vendas.
“Gostaria de terminar citando algumas palavras do presidente mundial Katsunori Maruyama: ‘Nós temos de mudar a forma de pensar, agir e crescer neste ambiente tão competitivo globalmente’”, finaliza o presidente.

h

Missão

Prover soluções de primeira classe em negócios a nossos clientes, através do fornecimento de produtos e serviços superiores, valorizando nossos colaboradores para que desafiem suas potencialidades em busca do crescimento da empresa, da comunidade e de cada colaborador.

“O início da SMC no Brasil foi desafiador, pois o cliente não conhecia a marca. Naquela época, cada conquista, cada meta superada era celebrada com muito entusiasmo e participação de todos. Existia um sino, que era tocado sempre que superávamos uma meta de vendas. Era um momento de euforia e união por uma causa comum.

Outra curiosidade era relacionada à comunicação entre os departamentos. A digitação de pedidos ficava no 1º andar, e o armazém no térreo. A utilização de e-mail ainda era bem restrita. Para facilitar a comunicação, havia uma pasta de plástico azul pendurada em um barbante, que levava os pedidos impressos de um departamento a outro.

Para mim a SMC é uma organização única. Manter-se na liderança mundial por tantos anos consecutivos, provendo alta tecnologia industrial, é um desafio e tanto. E a SMC o faz a passos largos em relação aos concorrentes. É muito bom fazer parte de tão seleto grupo!”

Maurício Devai Alcântara

gerente de Supply Chain, 17 anos de SMC

“Sou extremamente grato à SMC pela oportunidade que recebi em 2015, quando fui convocado para representar a empresa em um treinamento no Japão. Quando há pessoas que valorizam o nosso esforço sem dúvida nos sentimos mais motivados a trabalhar. É a prova de que nossa perseverança não é em vão. Hoje colho os frutos dessa dedicação.

A SMC é uma empresa que busca alcançar suas metas sem descuidar de seus funcionários. Muitas mudanças aconteceram, pois fazem parte do mercado de trabalho e da história da nossa economia, mas em nenhum momento a empresa deixou de pensar em seus colaboradores.”

Everton Jason Jones

líder de Montagem, 12 anos na SMC

“Quando comecei na SMC, muitas vezes eu usava fax para enviar lista de produtos, orçamentos, enviar e receber pedidos, e cartão telefônico para falar com o cliente. Hoje a empresa toda mudou para muito melhor, em termos de produtos, atividades, clientes e colaboradores.

A SMC é uma empresa de oportunidades, seja do ponto de vista dos produtos que tem no seu portfólio, suprindo as necessidades de diferentes segmentos da indústria; seja na presença global, atendendo a clientes multinacionais presentes em diversos países; ou do ponto de vista dos desafios que apresenta a cada um dos seus colaboradores, permitindo o desenvolvimento pessoal. Aqui há muito a aprender.”

Jackson Iamo

coordenador de Vendas da filial Curitiba, 16 anos na SMC

“Uma das maiores mudanças de quando entrei na SMC até hoje é que, naquela época, em poucos dias de integração eu já conhecia toda a equipe pelo nome e função. Hoje isso só é possível através de ferramentas de TI.

Por outro lado, a maior aplicação da cultura japonesa na gestão da empresa, com muita disciplina, persistência e planejamento, tem sido de grande eficácia e contribui para valorizar o conhecimento e a experiência do colaborador.

Quando comecei na empresa, o que mais havia eram planos e informações de investimentos em andamento. Hoje, com o trabalho árduo de toda a equipe, crescemos muito e é gratificante ver a SMC consolidada como uma das maiores empresas de pneumática do Brasil.”

Carlos Alberto Ponzo de Siqueira

coordenador de Vendas do Triângulo Mineiro e Sul de Goiás, 14 anos de SMC